VÍDEO: Advogado revela que pai de Jamilly pediu para morrer quando soube da morte da filha



O advogado Joselito Feitosa, em entrevista à TV Diário do Sertão nessa sexta-feira (13), falou sobre o caso de Flávio Coelho, pai da pequena Jamilly Coelho. “O caso me comoveu”.

Segundo o advogado, Flávio estava preso por um crime que não cometeu e a sua soltura foi uma vitória e a correção de uma injustiça.

Ele revelou que no momento que Flávio foi avisado da morte da filha sofreu um grande impacto. “Batia a cabeça na parede, pedia pra morrer. Fiquei de coração partido”, contou Joselito

Sobre a chegada do pai no velório de jamilly, o advogado disse que a imagem de Flávio algemado debruçado no caixão ficou em sua memória.

“Hoje ele está mais tranquilo, e talvez se ele estivesse solto a Jamilly não tivesse morrido”, disse Joselito.


Caso
Jamily, de apenas 5 anos sofria de uma doença diagnosticada de encefalopatia metabólica decorrente de Aciduria Glutárica tipo 1 (uma doença no metabolismo que acumula ácido glutárico na urina, plasma e tecidos do corpo). Durante anos, Flávio lutou pela filha, fez protesto, se acorrentou e fez greve de fome para tentar conseguir junto ao Estado a medição necessária para a criança, que custava caro.

Fonte: Diário do Sertão