Reparos ao Canal da Transposição serão feitos até o fim da semana e não devem afetar cronograma

O trecho do canal localizado entre as cidades de Terra Nova e Salgueiro, no estado de Pernambuco, rompeu no último sábado (Foto: Reprodução)
Os danos ao Canal da Transposição do Rio São Francisco em Pernambuco foram maiores do que havia sido previsto pelo Ministério da Integração e devem ser concluídos até o fim desta semana. Apesar de os danos terem sido grandes, a assessoria de imprensa do Ministério da Integração garantiu ao ClickPB que a recuperação deve ser feita em tempo e o cronograma da obra não será comprometido.

As obras do Eixo Norte da Transposição devem ser concluídas até o fim de 2018, de acordo com o Governo Federal.

O trecho do canal localizado entre as cidades de Terra Nova e Salgueiro, no estado de Pernambuco, rompeu no último sábado (11). Uma nota do Ministério da Integração confirmou a hipótese de que tenha acontecido um ato criminoso no local. “Relatos de pessoas que vivem no entorno afirmam que a ação dos envolvidos tinha como objetivo desviar o curso d’água daquele ponto para encher um reservatório nas imediações”, explica a nota.

Ainda de acordo com nota, foi registrado um boletim de ocorrência sobre o caso para proporcionar a investigação.

NOTA

O Ministério da Integração Nacional vem a público informar que:

1. Equipes deste órgão identificaram, na tarde de sábado (11), um rompimento pontual no canal do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, entre os municípios de Terra Nova e Salgueiro, em Pernambuco. Desde o início da ocorrência, técnicos estão no local trabalhando 24 horas para recuperação da estrutura;

2. Após novas análises, constatou-se que o dano causado ao trecho foi maior do que o inicialmente previsto. Desta maneira, a restauração do canal deverá ser concluída até o final desta semana;

3. Um boletim de ocorrência foi registrado, pois, preliminarmente, há evidências de que tenha sido um ato criminoso. O trecho havia sido inspecionado na manhã de sábado por equipes que fazem permanentemente o monitoramento das estruturas.

4. Relatos de pessoas que vivem no entorno afirmam que a ação dos envolvidos tinha como objetivo desviar o curso d’água daquele ponto para encher um reservatório nas imediações. Ação semelhante aconteceu em junho do ano passado, num trecho no município de Cabrobó (PE).

5. Paralelamente, equipes também foram designadas para verificar todo o perímetro e possibilidades de avarias às comunidades no entorno. Nas proximidades do canal não há registro de moradores.

6. O Ministério da Integração Nacional já adotou todas as providências para o reparo da estrutura e contará com o apoio da Polícia Militar de Pernambuco para investigação do fato.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL

Fonte: Click PB