Secretário da região de Cajazeiras é encontrado morto dentro de carro e deixa mensagem de despedida

O corpo foi removido para o Núcleo de Odontologia e Medicina Legal (NUMOL) da cidade de Patos para a realização de exame cadavérico.
Fred como era chamado, foi encontrado com um tiro na cabeça dentro do seu automóvel (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

Um homem foi encontrado morto dentro de um veículo na  madrugada desta quinta-feira (17), às margens da BR 361, na cidade de Patos, Sertão do estado.

Segundo informações do 3º Batalhão de Polícia Militar, os militares foram acionados para atender um chamado, dando de conta que havia um homem aparentemente morto dentro de um veículo, nas proximidades de um condomínio residencial na cidade. Ao chegarem no local informado, foi constatado a veracidade do fato.

A guarnição encontrou Fredson Jorge Lacerda de Sousa, de 40 anos, sem vida. Em sua mão direita havia uma arma, e em sua cabeça um ferimento de tiro.

O corpo foi removido para o Núcleo de Odontologia e Medicina Legal (NUMOL) da cidade de Patos para a realização de exame cadavérico.

Fredson morava na cidade de Bonito de Santa Fé, na região de Cajazeiras. Ele era Secretário de Serviços Públicos e do Desenvolvimento Setorial na prefeitura.

Antes de morrer, ele acabou deixando uma mensagem de despedida por meio do aplicativo Whatsapp para um amigo.

No texto, Fredson disse: “Meu Amigo Bibo, tenho uma missão para você. Tenho você como um irmão bom, sempre pude contar com você e por isso nesse momento de dor e tristeza preciso que você avise que fui embora pra nunca mais voltar. Não quis fazer isso em Bonito porque não queria o meu corpo e meu sangue exposto. Aos meus amigos deixo um abraço fraternal e a minha família quero pedir perdão por não conseguir suportar essa dor que mais parecia uma doença em fase terminal, amo vocês minha amada W… e meus queridos filhos W.., H… e Fe… Estou em Patos, na saída para Piancó. Vou deixar a localização do meu corpo. Amigo, obrigado e perdão por te entregar essa dura missão”.

A Polícia Civil está investigando o caso, e acredita que a própria vítima teria atentado contra sua vida.

Fonte: Diário do Sertão
Campelo - Diário do Sertão em Sousa