Polícia cumpre Mandado de Busca e apreende outras três armas em São José de Piranhas


Combatendo a violência na região, a Polícia Militar, por meio da 3ª Companhia de São José de Piranhas, apreendeu mais três armas de fogo, nesta terça-feira (24), por força de Mandados de Busca e Apreensão oriundos do Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Justiça da Comarca da cidade.
Segundo informações passadas ao Radar Sertanejo, a ação ocorreu por volta das 11h00, no Sítio Pé de Serra, zona rural do município, quando uma guarnição de rádio patrulha comandada pelo subtenente F Nunes apreendeu duas espingardas, sendo uma de fabricação caseira e outra de cartucho calibre 26 (Rossi), que estavam em poder de um agricultor de 50 anos.
Ao mesmo tempo, outra guarnição, tendo a frente o sargento Ferreira, apreendeu na mesma localidade outra espingarda de fabricação caseira com calibre não identificado, que estava em poder de um aposentado de 77 anos, totalizando três armas de fogo apreendidas somente hoje.
Nas duas ocorrências, os policiais também apreenderam cartuchos de calibres diferentes, pólvoras, espoletas, porções de chumbo, redução de calibre 36 para 28, entre outros objetos.
Os responsáveis pelas armas e o material apreendido foram conduzidos para a delegacia da cidade, onde foram entregues ao delegado plantonista para serem adotados os procedimentos jurídicos ou policiais para o caso.
Combate ao crime – Diante dos atos de violência registrados nos últimos dias em São José de Piranhas, a Polícia Militar vem realizando uma força tarefa no sentido de capturar responsáveis pela prática de atos ilícitos e apreender armas. Somente nas últimas 72 horas já somam 5 armas de fogo apreendidas pela PM no município, no intuito de promover a paz e a segurança da população.

A Polícia também informou que algumas pessoas têm usado redes sociais para criticar o trabalho da PM, no entanto, esses mesmos usuários não procuram acompanhar o resultado do trabalho feito pelos militares e, muitas vezes, ainda se omitem em colaborar com a polícia. Em um caso de repercussão maior, ocorrido recentemente, um rapaz foi preso na cidade por desacatar e xingar a corporação em grupos de Whatsapp.

Radar Sertanejo